ADEPE

GACoeste Noticias

GAC

Projecto português “Pilado add value” em Bruxelas

Os projectos portugueses inspiram um novo futuro para as zonas costeiras na Europa

O projeto “Pilado Add Value” foi selecionado como um dos 30 projetos de toda a UE a participar num grande evento em Bruxelas, em 3-4 de Novembro de 2011, enquanto uma primeira mostra dos primeiros resultados de uma iniciativa nova e experimental para impulsionar o desenvolvimento das zonas costeiras na Europa.

A conferência, intitulada "Futuro sustentável para zonas de pesca", foi organizada pela Comissão Europeia para os assuntos marítimos e direcção das pescas e permitiu a apresentação de alguns exemplos iniciais de projetos emergentes no âmbito do Eixo 4, iniciativa do Fundo Europeu das Pescas (FEP) .

GAC“O Eixo 4 é uma iniciativa nova e experimental do FEP", explica o porta-voz da CE. "O objetivo é mobilizar e apoiar as pessoas locais das zonas de pesca a trabalharem juntos para enfrentar alguns dos desafios ligados à reestruturação do sector das pescas, através da promoção do desenvolvimento sustentável local, baseando-se nas suas áreas de maior potencial".

Até à data, mais de 200 zonas de pesca em 16 diferentes Estados-Membros beneficiaram do apoio disponível, e milhares de atores locais, estão agora empenhados no desenvolvimento de estratégias locais e a apoiar no desenvolvimento de projetos que ajudam a atender às necessidades específicas das suas áreas.
Os 30 projetos apresentados durante a conferência, que incluem o projeto “Pilado Add Value”, já estão a demonstrar o potencial desta abordagem. Eles cobrem uma gama de temas, desde a venda direta de pescado e frutos do mar, até ao desenvolvimento de novos produtos, turismo, proteção ambiental entre outros. Encorajadores, muitos desses projetos são fruto de novas ligações entre setores de atividade e de cooperação, bem como o direcionamento direto de grupos, como o caso das mulheres, cuja potencial contribuição para a vida económica das suas comunidades tem sido muitas vezes subestimada.

O projeto “Pilado Add Value”, promovido pelo Grupo de Investigação em Recursos Marinhos do Instituto Politécnico de Leiria centra-se na no caranguejo pilado, Polybius henslowii, que é uma espécie de caranguejo abundante ao longo da costa ocidental portuguesa. A nível da região Oeste, é frequente e significativa a captura acidental deste crustáceo pelágico por embarcações de pesca do cerco, sendo posteriormente rejeitado ao mar em virtude de não possuir valor económico.
Assim, com o projeto pretende-se contribuir para a valorização económica do caranguejo, determinando as características bioquímicas do caranguejo, isolamento e caracterização dos biopolímeros e definição e estabelecimento de um circuito de valorização económica do Pilado, envolvendo produtores, a comunidade científica e as empresas de base biotecnológica.

Neste sentido, o projeto poderá contribuir para a diversificação das espécies capturadas e para a emergência de novas indústrias de base biotecnológica aplicadas aos recursos da pesca na região oeste. Um dos destaques do evento foi um painel de discussão envolvendo o Comissário da UE responsável pelos Assuntos Marítimos e Pescas, Maria Damanaki, e os promotores de projetos locais.

(Fonte das fotos: FARNET Support Unit)

Voltar ao índice das notícias

Share |